Porto Nacional, 26 de julho de 2017

Serviços mais acessados

PREFEITO JOAQUIM MAIA PRESTIGIA ENCERRAMENTO DO ENCONTRO BRASILEIRO DAS CIDADES HISTÓRICAS



 Prefeito Joaquim Maia e secretário da Cultura e do Turismo Arnaldo Bahia em encontro
com a presidente do Iphan, Kátia Bogéa


 “Este evento consolida um diálogo que contribui para o fomento do turismo em todo o país e para a nossa região. Precisamos valorizar os pontos históricos do nosso país e principalmente do nosso município, para isso é necessário que tenha preservação do patrimônio histórico e que saibamos explorar e desfrutar as belezas culturais e turísticas de Porto Nacional”, enfatizou o secretário Arnaldo Bahia no 3º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial, realizado em Brasília, nos dias 11 e 12.

A programação do segundo e último dia do foi aberto com a palestra “Competitividade do Turismo nas Cidades Históricas”, conduzido pelo presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Vinicius Lummertz, e pelo representante Ministério do Turismo (MTur), o secretário Executivo do Turismo, Alberto Alves.
Em seguida, um painel temático sobre o Programa de Aceleração ao Crescimento (PAC) das cidades históricas, conduzido pelo diretor do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Robson Almeida, que resgatou as memórias do Programa, por meio de registro das obras entregues que contemplam praças, mercados, teatros e outros conjuntos arquitetônicos. Nesse momento, ele chamou a atenção dos participantes para essas ações. “Tomemos como exemplo os teatros. Eles fortalecem a vida cultural das cidades históricas”, disse Almeida.
Representando o Ministério do Turismo (MTur), o secretário Executivo do Turismo, Alberto Alves, apontou a importância dos municípios no processo de valorização do turismo, especialmente para ajudar a melhorar as ofertas no Brasil. Também esteve presente e reforçou a importância das administrações locais, foi o secretário Nacional de Estruturação do Turismo, Neusvaldo Lima.

Encerramento

Em Brasília na quarta-feira, 12, para audiências nos ministérios e na bancada tocantinense, o prefeito Joaquim Maia esteve no encerramento do evento, quando na oportunidade conversou com a presidente do Iphan, Kátia Bogéa, e solicitou o seu empenho na inserção de Porto Nacional no Programa de Aceleração ao Crescimento (PAC) das cidades históricas.



“Um evento como esse nos possibilita aprender de que forma podemos nos inserir nas políticas culturais e conhecer a experiência das outras cidades. O Brasil, assim como Porto Nacional, tem o potencial do turismo e do patrimônio histórico e, que precisam ser cada vez mais, fortalecidos e preservados, para que a geração de emprego e renda, seja uma consequência”, destacou prefeito Joaquim Maia.

Na sede da CNM, a equipe da Secult conferiu ainda a exposição Preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro, que ressalta o trabalho de restauração de grandes e importantes monumentos históricos do país, com o apoio financeiro do BNDES, entre os anos de 1997 e 2015.